Kairat Sarzhanov, Embaixador do Cazaquistão demonstra interesse na participação da
ABEAMA e seus associados na EXPO 2017 em Astana



Kairat Sarzhanov, Embaixador da Republica do Cazaquistão, em encontro com Ruberval Baldini e Cecilia Maria Neder Castro, presidente e diretora da ABEAMA, veio demonstrar interesse na participação da ABEAMA e seus associados na exposição internacional “ASTANA EXPO-2017 FUTURE ENERGY” que será realizada de 10 de junho a 10 de setembro em Astana, capital do Casaquistão. Devido à nossa programação estabelecida para 2017, estamos analisando a possibilidade de participarmos no Fórum Internacional de Energia Renovável que será realizado durante a Exposição nos dias 11 a 14 de junho. Os interessados devem entrar em contato através do e-mail: abeama@abeama.org.br




Veja mais sobre o evento


De 10 de Junho a 10 de setembro de 2017, na capital do Cazaquistão Astana, será realizada a EXPO-2017 com tema principal Energia do Futuro. O direito de sediar a exposição Cazaquistão ganhou em 2012 com resultado de votação realizada durante 152ª Assembleia Geral do Gabinete Internacional das Exposições em Paris.

A EXPO-2017 é um evento único em seu escopo, na inovação e na quantidade de visitantes, visando o intercâmbio de soluções inovadoras no uso de fontes alternativas de energia, promoção de tecnologias verdes. Os organizadores da exposição pretendem chamar a atenção da comunidade mundial para a importância do problema ecológica do abastecimento energético, que tem um impacto cada vez maior nas alterações climáticas e na procura da sua solução. A EXPO-2017 permitirá aos países do mundo demonstrar os seus melhores desenvolvimentos no domínio da utilização de fontes de energia renovável, o que dará um impulso significativo ao desenvolvimento da ciência mundial no domínio dos estudos ecológicos.

Participação de 115 países e 20 organizações internacionais na exposição em Astana indica um interesse significativo da comunidade mundial nas possibilidades de fontes alternativas de energia. Entre os países da América do Sul, prontos para apresentar sua visão para o desenvolvimento de energia verde – Argentina, Chile, Bolívia, Venezuela, Paraguai e Equador. A questão da participação na exposição o Brasil, país que está implementando um dos maiores programas de energia renovável do mundo, relacionados com a produção de combustível etanol, está sendo analisada. Infelizmente empresa qual inicialmente expressou a intenção de representar o Brasil na Expo-2017, a Itaipu Binacional, líder mundial no desenvolvimento de energia limpa e renovável, citando dificuldades econômicas, recusou-se a participar da exposição alguns meses antes de início do evento.

Chefes de Estado e de governo, políticos, cientistas mundialmente famosos, pessoas que receberam prêmio Nobel, investidores, representantes de organizações internacionais e da comunidade empresarial participarão do evento global. Em apenas três meses, a exposição será visitada por mais de 3 milhões de convidados. No âmbito da EXPO-2017, está prevista a realização de grandes eventos internacionais, incluindo o Fórum «Futuro da Energia», a Cimeira da Organização da Cooperação Islâmica sobre Ciência e Tecnologia, o «Fórum Económico de Astana», a Conferência Internacional «Turismo e Energia do Futuro», a Conferência Internacional Fórum de Mulheres «Mulheres para a Energia Futura». Durante a EXPO-2017, a capital do Cazaquistão, que comemora seu 20º aniversário este ano, tornará o lar de várias culturas de todos os cantos do mundo.

Tendo a grande esperança que o Brasil, o maior país da região, líder no uso e desenvolvimento de fontes de energia renováveis, se junte à lista de expositores e participa no evento tal importante.